joomla visitors

António J. B. Ramalho

Página pessoal

Já tem um espaço na Internet?

Quer ter?

Fale comigo: ajudo a criar o seu WebSite no formato que preferir

       HTML
JOOMLA
BLOGGER
WORDPRESS
DRUPAL
MOODLE

Até poderia parecer que o texto seguinte foi feito à minha medida. Porém, em rigor, não é bem assim. O texto não foi feito só para mim e, por outro lado, conheço e contacto com empresas e empresários há muitos anos. Aliás, a minha própria empresa já celebrou 24 anos de existência. Todavia, a verdade é que pela 1.ª vez me apresento com "ganas" para ir para o arame sem rede, renunciando aquela que tem sido a minha profissão nos últimos 33 anos: Professor.

Leia também e decida se quer vir comigo:

 

 "SER EMPRESÁRIO PELA PRIMEIRA VEZ DEPOIS DOS 50 ANOS Apesar de o tema do empreendedorismo estar normalmente associado aos jovens e as políticas e instrumentos servirem essencialmente este grupo, a actividade empreendedora dos mais velhos tem vindo a ganhar protagonismo e é referida como um modo de cumprir o desígnio do envelhecimento activo e do prolongamento da vida profissional. Além disso, atendendo às mudanças demográficas, os grupos etários mais activos em termos de empreendedorismo tenderão a diminuir nas próximas décadas, por isso para manter e elevar os níveis da actividade empreendedora é necessário reforçar a relevância dos mais velhos. Deste modo, o empreendedorismo sénior está relacionado com dimensões tão distintas como combater o "buraco negro" da reforma, prolongar a vida activa, reforçar o rendimento, manter determinados estilos de vida, combater a pobreza e encontrar uma alternativa ao desemprego, dimensão particularmente relevante no contexto nacional, tendo em consideração a incidência do desemprego neste grupo. A criação de negócios por parte da população mais velha reflecte uma escolha deliberada por uma carreira tardia (factor oportunidade), ou a única opção para se manterem activos economicamente devido à sua exclusão do mercado de trabalho tradicional (factor necessidade), na modalidade de empregadores ou do auto-­emprego. Mas o empreendedorismo sénior integra outras vertentes relevantes, nomeadamente o empreendedorismo social e o apoio a outros empresários mais jovens ou menos experientes, através da função de mentores voluntários, do apoio às start-­ups e às empresas em transição e da participação em negócios, de equipas mistas. Deste modo, procura-­se rentabilizar o saber-­fazer, a experiência e os recursos dos empresários mais velhos e maximizar a transferência de conhecimento e aprendizagem inter-geracional."

 Nota: o texto supra pode ser lido na íntegra aqui.

 

 

advaloremparticipacaocivica

bannerindustriaconhecimento320x90 1 20121205 1633595521

EQUIPGEST